Avante

Luis Tibé protocola Projeto de Lei que vai garantir, em caso de acidentes, mais agilidade no resgate de pessoas que trabalham em áreas de risco

Notícias / 02 . dez . 2015

Brasília – Tendo em vista o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, que soterrou o distrito de Bento Rodrigues e vitimou moradores e trabalhadores da Samarco, empresa responsável pela mineração na cidade, o deputado federal Luis Tibé protocolou, na última quinta-feira (26/11), na Câmara dos Deputados, Projeto de Lei (PL) que obriga as empresas que exercem atividades em área de risco a fornecer crachá equipado com um chip localizador aos funcionários.
De acordo com o texto do PL, caberá ao Ministério do Trabalho e Previdência Social definir quais atividades ou setores devem cumprir a norma. Com a implantação do chip nos crachás dos funcionários, em caso de acidentes como o de Mariana, as chances de resgate das pessoas soterradas aumentam significativamente.
“Enquanto legisladores, temos obrigação de buscar medidas que evitem situações como a do rompimento da barragem no último dia 5 de novembro, onde trabalhadores que estavam desenvolvendo suas atividades profissionais no momento do acidente foram vitimados e, até hoje, não tiveram seus corpos encontrados, pois estão soterrados sob toneladas de detritos”, disse Tibé.

Posts Relacionados